Dos pés à cabeça

  • Dica de Livro: Antropologia da Dança I

    Até as últimas décadas do século vinte, os estudos antropológicos em dança estiveram, em sua maioria, restritos às danças referidas como ‘outras’ em relação às danças teatrais europeias e norte-americanas. A etnografia era a abordagem preferida para estudos em dança que demo...

  • Dica de Livro: Dança e Educação em Movimento

    “Este livro é uma bela expressão da dignidade que dá sentido ao viver, ao dançar, ao aprender e ao amar. Autores situados em diferentes territórios falam da experiência de dançar, interligando-a com eixos de esperança. Trabalham ora com aproximações poéticas, fazendo, por exemplo, d...

  • Dica de Livro: “A Arte da Felicidade”

    Este livro nos mostra a busca da felicidade como um objetivo verdadeiro para a realização. Nele estão relatadas longas conversas com o Dalai-Lama sobre como levar uma vida mais feliz, com observações do autor a partir da perspectiva de um psiquiatra ocidental. Transcendendo religião e tradiç...

  • Dica de Livro: “Dança de Salão: Uma alternativa para o desenvolvimento motor no ensino fundamental”

    A discussão proposta pelos autores passa pelo entendimento da dança de salão na escola como processo que pode contribuir para a formação da criança, de modo que ela assimile esse conhecimento por toda a vida. O percurso que elegem para pensar a dança de salão como alternativa de ensino no si...

  • Dica de Livro: “Dança, Brasil! Festas e Danças Populares”

    As festas  e danças relatadas no livro de Gustavo Côrtes, traduzem, de forma alegre e informativa, a imensa riqueza cultural existente no Brasil, que tem nas manifestações populares uma de suas expressões mais significativas. Dança Brasil’ vem contribuir para o reconhecimento e a valori...

  • Dica de Livro: “A cabeça bem-feita – repensar a reforma, reformar o pensamento”

    Reformar o pensamento para reformar o ensino e reformar o pensamento é o que preconiza o autor, Edgar Morin. Na linha da reforma do pensamento, ele propõe os princípios que permitiram seguir a indicação de Pascal: “Considero impossível conhecer as partes sem conhecer o todo, tanto quanto...

Bon Vivant